Telefone: (51) 4063-8525

Blog

O “Boom” das Redes Sociais.

Luiz Argimon sexta-feira, 27 novembro, 2009 às 10:18 am Postado por: Luiz Argimon




Hoje Vamos entender, como funciona as tão famosas Redes Sociais (Social Media), e como fazer proveito disso para divulgar uma marca/Produto.

Pra começar, saiu uma pesquisa na revista Info mostrando que as redes sociais são acessadas por 66,8% dos internautas no mundo, à frente do e-mail (65,1%), mas ainda perdendo para os sites de buscas (85,9%). De acordo com a pesquisa, o tempo gasto pelos internautas em redes sociais cresce a uma taxa três vezes maior que a média geral da internet.”

worldskills

Bom, ja sabemos que o nosso público está nas redes sociais, mas como usar essa ferramenta para divulgar uma marca/produto?

Vamos partir do principio que você ja tenha uma Conta/Perfil no Orkut, FaceBook e Twitter, e tenha um conhecimento básico sobre o funcionamento dessas ferramentas.

Torne o seu Perfil Popular:
Isso não quer dizer que você deve sair adcionando quem vier pela frente, mas comceçe com seus amigos, e depois pessoas/clientes ligadas ao trabalho/marca/produto, e pessoas com interesses em comum. Na verdade você não quer quantidade, mas sim, qualidade de pessoas ligadas a sua marca.

EX:
Se você tem uma marca da “camistas de rock” procure adcionar pessoas que se interssam por camisetas, rock ou mesmo camisetas de rock (MELHOR AINDA NÉ!)

Crie uma Comunidade:
Chame todos os seus contatos para participar da Comunidade da sua Marca/Produto, e atrair mais e mais membros, procure em comunidades que tenham a ver com sua Marca/Produto. Coloque informações sobre produtos, e tenha um feedback dos clientes. Na comunidade os membros podem votar em uma enquete sobre um determinado assunto, assim você pode saber que tipo de estampa os seus clientes querem para a coleção do ano seguinte.

Interaja:
Como o nome já diz, “rede social” é importante se socializar, participar de outras comunindades, comentar posts de seus contatos, assim seu perfil fica ainda mais visível, e pode despertar o interesse de outras pessoas que ainda não conheciam a marca.

Já no Twitter, a idéia é postar (“twittar”) pequenos posts, que atraiam seus seguidores (“followers”) para o seu site aí é hora de usar a criatividade, uma promoção relâmpago, desconto para quem tambem postar (“twittar”) a Marca/Produto/Promoção nos seus perfis, e assim se tornar cada vez mais popular e com mais seguidores.

Com certeza, seguindo esses passos, você vai atrair clientes de qualidade, que realmente se interessam pelos seu produtos.
Não precisa comprar um Outdoor, mandar um cara vestido de banana distribuir panfletos ou um carro-som para divulgar sua marca, basta interagir com o seu publico-alvo pela internet.

Até mais.



Arquivado na categoria Blog tendo Ainda sem comentários;



A Vida cada Vez Mais Online.

Luiz Argimon quarta-feira, 25 novembro, 2009 às 5:43 pm Postado por: Luiz Argimon




Hoje em dia estamos entrando em uma era que fica difícil imagina uma casa que não tenha acesso a internet ( lógico que ainda existem exceções ) mas grande parcela de população Mundial está conectada praticamente 24h por dia, seja em casa ou no escritório e claro que com a quantidade e  a velociade em que as informações chegam até nós diariamente, nos tornamos cada vez mais dependente do uso do computador para realizar tarefas que antes levariam horas e que hoje as realizamos em 15 min.

Ir ao banco, fazer compras, procurar onde e quando passar as férias fácilmente realizamos com alguns cliques no mouse. Isso faz com que passamos mais tempo na frente do computador do que assistindo televisão ou lendo revistas e jornais.

Informação, onde e quando você quiser

Informação, onde e quando você quiser.

Mas e como as Marcas vão divulgar seus produtos se as pessoas não assistem mais TV ou leem revistas?

Bom, se você não é uma Coca-Cola ou um McDonald´s da vida, com certeza você terá que entender muito bem o seu público alvo.

É aí que entra o grandioso MARKETING 2.0, uma revolução na história do marketing onde o consumidor tem o poder de escolher o produto que ele quiser, a hora que ele quiser, sem ter que “desviar” de outros produtos que não lhe interessam.

E a partir de agora, as marcas não precisam mais lançar suas campanhas publicitárias para toda e qualquer pessoa, basta estar exatamente onde o seu público alvo está. Prontos para lhe fazer a melhor oferta. Uma pesquisa realizada pelo Ibope divulgou que 91% dos entrevistados busca dados na web antes de efetuar uma compra, outro estudo, este realiazado pela TNS Research International em parceria com o portal Mundo do Marketing nos mostra que em 2010, 84% das empresas Brasileiras planejam realizar algum tipo de marketing online, isto representa um crescimento de 10% em relação a 2009.

Eu ja tenho um site na internet, mas como colher frutos com ele?

Bom, com milhares de informações se propagando pela rede, as pessoas cada vez mais conectadas, e a vida cada vez mais online as redes sociais se tornam fortes canais de informações, onde grupos de pessoas com interesses em comum trocam experiências e se comunicam o tempo todo.  O Twitter é o grande “boom” hoje na internet, onde pessoas no mundo todo “twitam” sobre o que esta acontecendo agora. Informções por todos os lados, comentários, críticas e por aí vai.

Outros exemplos de Redes Sociais, são o Facebook e o Orkut, em que os usuarios se interligam por grupos de assunto em comum (Comunidades ) ou por conhecerem pessoas em comum. É Possível exibir vídeos, e convidar toda a sua rede de relacionamento (amigos ) para assistir e vice-versa. Toda Informação postada no seu Perfil Pessoal é publicada para toda a sua rede de amigos, assim, todos eles sabem o que você está pensando, escutando ou assistindo. Esse é o ponto onde as Marcas podem divulgar seus produtos para um público que realmente está interessado nesse produto.

Na internet a troca de informações é constante, e neste vai e vem uma dessas pode ser a sua marca

Invista na Internet. Acredite, exitem pessoas esperando por você!

Marketing 2.0

Nos próximos post, vou explicar melhor como ultilizar as redes sociais pra divulgar sua marca.






Post no Facebook Tira Jovem da Cadeia

Pedro Superti quinta-feira, 19 novembro, 2009 às 6:57 pm Postado por: Pedro Superti




facebook-livra-jovem-da-prisao

A mensagem de Rodney Bradford em sua página do site de redes sociais Facebook, postada às 23h49min do dia 17 de outubro, perguntava onde estavam as suas panquecas. Isso salvou o jovem de passar anos preso, quando a policia chegou sua casa no dia seguinte.

Leia o restante deste post »






Google indica Dynamo como melhor Agência de Publicidade Online!

Josiane Walter terça-feira, 17 novembro, 2009 às 2:50 pm Postado por: Josiane Walter




Com o crescimento da internet as pesoas têm buscado cada vez mais fazer publicidade online. Preocupados com isso, o pessoal do Google lançou um vídeo oficial dando dicas de como escolher corretamente uma agência para cuidar de sua campanha online.

Veja o video abaixo:

Leia o restante deste post »






Brasil é Campeão Mundial no Uso de Comunidades

Pedro Superti terça-feira, 10 novembro, 2009 às 9:34 am Postado por: Pedro Superti




Estudo da Nielsen mostra que 70% de internautas usam este tipo de ferramenta, cada vez mais popular no mundo.

O Brasil é o país com o maior número de internautas usando sites de relacionamento, segundo pesquisa divulgada pela Nielsen na segunda-feira.

Hoje 80% dos brasileiros que navegam na internet estão ligados aos sites que a empresa de pesquisas chama de “comunidades de membros”, que incluem blogs e redes de relacionamento como o Orkut e o Facebook.

Os internautas brasileiros também são o que passam mais tempo neste tipo de site – quase um a cada quatro minutos de navegação na internet.

No ranking apresentado pela Nielsen, empresa que oferece serviços de mensuração e análise de dados de navegação na internet, o Brasil é seguido por Espanha (onde 75% dos internautas usam redes de relacionamento), Itália (73%) e Japão (70%).

Populares

O estudo revela ainda que as “comunidades de membros” são hoje mais populares do que o e-mail, com 66,8% de alcance global, e figuram no quarto lugar entre os recursos mais utilizados na internet.

As ferramentas de busca ainda são a atividade mais procurada, sendo usadas por 85,9% dos internautas mundiais. A seguir estão os portais e comunidades de interesse geral, com 85,2% de penetração, e os sites de fabricantes de softwares, com 73,4%.

Segundo a Nielsen, o site Facebook é o líder das redes de relacionamento no mundo, com 108,3 milhões de usuários únicos – mais do que o dobro do que tinha em 2007.

O país que ele faz mais sucesso é a Grã-Bretanha, onde é usado por 47% dos internautas.

No Brasil, entretanto, apenas 2% dos internautas visitam o Facebook, enquanto o Orkut atinge 70% deles – a maior audiência doméstica conseguida por um site de relacionamento.

O estudo da Nielsen analisou dados de Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Suíça, Austrália e Japão, além do Brasil.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1036074-6174,00-BRASIL+E+CAMPEAO+DE+USO+DE+SITES+DE+RELACIONAMENTO+DIZ+PESQUISA.html em 10/03/2009.





Relatório Aponta Crescimento em Todos os Negócios Ligados à Internet

Tiago Soares segunda-feira, 9 novembro, 2009 às 4:34 pm Postado por: Tiago Soares




Seja em número de usuários, base de banda larga, anunciantes, comércio eletrônico ou qualquer outro indicador, as perspectivas do mundo digital brasileiro mostram apenas curvas ascendentes para os próximos anos. Essa é a conclusão do mais recente relatório sobre o Brasil online, que acaba de ser divulgado pela consultoria americana eMarketer.

Investimentos em publicidade online crescerão dois dígitos em 2009, diz consultoria

Especializada em pesquisas e análises sobre internet, negócios pela rede, marketing online, mídia e tecnologia, a eMarketer agregou e analisou relatórios e estudos feitos e divulgados recentemente pelas mais variadas fontes. Entre elas, estão as consultorias e empresas de pesquisa PricewaterhouseCoopers, Deloitte, e-Bit, Nielsen e Ibope.

Ao juntar a profusão de informações dispersas, a consultoria buscou entender o impacto da internet no país, bem como as curvas de tendências que cria e têm afetado _e influenciarão cada vez mais_ o mundo dos negócios.

Segundo a eMarketer, a tendência é de crescimento e rápida expansão da base de usuários, de adoção em massa de atividades online incluindo comércio eletrônico e mídias sociais, de aumento dos gastos com publicidade online e de novas oportunidades para chegar aos consumidores por meio de celulares.

“Como acontece com qualquer tecnologia, quando a internet atingir a maturidade, o crescimento dos negócios começará a se reduzir”, diz Celso Kassab, sócio da área de consultoria empresarial da Deloitte. “Só que levará no mínimo dez anos para isso.”

Entre os motivos, diz Kassab, está o fato de, apenas no ano passado, o número de computadores ter passado, em vendas, o de televisores. Além disso, diz ele, há novas tecnologias de banda larga chegando ao país, como o Wimax e a PLC, que é a internet pela rede elétrica. “Em dois ou três anos, haverá muita competição nessa área e a banda larga irá se popularizar enormemente”, afirma.

A eMarketer prevê que a banda larga, hoje presente em 23% dos domicílios brasileiros, deverá chegar a 36% dos lares, até 2013. “A banda larga residencial é uma das medidas mais importantes no avanço do uso da internet”, afirma o relatório.

Nesse círculo virtuoso, o número de usuários que acessa a internet pelo menos uma vez por mês, irá de 22% da população brasileira, para 31%, no mesmo período. “Como praticamente toda a população das classes A e B já usa a internet de maneira intensiva, as empresas de comércio eletrônico começam a criar produtos e ofertas específicas para as classes C e D, que representam 60% dos novos consumidores”, diz Pedro Guasti, diretor-geral da consultoria e-Bit.

Sites populares

Além do tradicional parcelamento e dos produtos mais baratos, para falar com esse público os sites estão se tornando mais fáceis de navegar. O frete também é eliminado e, em alguns casos, as redes varejistas têm criado marcas de combate. É o caso da Giuliana Flores que, consolidada junto aos consumidores de maior poder aquisitivo, lançou o site Nova Flor, que tem arranjos a partir de R$ 16,90. Além da classe C, a Nova Flor fez sucesso entre os universitários.

“Vimos recentemente a entrada na rede de varejistas muito tradicionais, como Casas Bahia, Walmart e o Carrefour, que deve ter seu site de comércio eletrônico no ano que vem”, afirma Guasti. “Ninguém mais pode se dar ao luxo de ficar fora da internet porque o padrão de consumo mudou.”

Pesquisa da Deloitte feita com 109 empresas, em setembro, mostrou que apenas 2% dos entrevistados acreditam que o consumidor online compra produtos ou serviços por impulso, sem uma avaliação criteriosa. “As empresas sabem que [na internet] estão lidando com consumidores mais exigentes e com maior poder de decisão”, diz Patricia Sousa, gerente da área de varejo e bens de consumo da Deloitte.
Além de pesquisar na rede antes de ir às lojas, os consumidores têm mesmo comprado mais. Segundo a e-Bit, o comércio eletrônico tem crescido a uma taxa média de 40% ao ano, nos últimos cinco anos. O pico de crescimento foi em 2006, com alta de 76% sobre o ano anterior. Motivo: Copa do Mundo. “O ano que vem será excelente para o comércio eletrônico pela mesma razão”, diz Guasti.

Em 2009, o comércio eletrônico movimentará R$ 10,5 bilhões no país. Não se incluem aí as passagens aéreas e os sites de leilão, como o Mercado Livre. A tendência é de manter o percentual de crescimento em 2010.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2009/11/07/relatorio+aponta+crescimento+em+todos+os+negocios+ligados+a+internet+9037974.html em 07/11/2009






Jovens Preferem Internet a TV, Mostra Estudo

Pedro Superti sábado, 7 novembro, 2009 às 8:31 pm Postado por: Pedro Superti




A TV ainda é a principal fonte de informação para o jovem brasileiro, mas ele se tornou multimídia. Essa é a opinião de Maria Regina Mota, doutora em comunicação e semiótica pela PUC-SP, após analisar dados do Datafolha.

A pesquisa revela que 98% dos jovens assistem à TV 3,4 horas por dia, embora esse veículo venha caindo na preferência dos jovens e a internet esteja subindo. “Esse número não me impressiona, pois não significa que o jovem passe todo esse tempo na frente da televisão sem fazer outra coisa. Ele pode deixar a TV ligada enquanto navega na internet. O que acontece é que, com a disponibilidade dos meios, o jovem se tornou multimídia”, diz Mota. Leia o restante deste post »

Related Posts with Thumbnails